Recent Posts

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Every me, Every you.




É viado, já faz um ano. E eu aqui de novo.

É viado, já são cinco anos. E eu sempre aqui.

Você sempre sabe onde me achar e eu aparece sempre que precisar. Nós somos amigas, irmãs, metade metade. E isso nunca vai mudar. Por que mesmo depois de tanto tempo, a gente ainda anda no mesmo passo.

Nosso ano foi meio frustrado, e nossos dias preferidos foram meio sabotados. Parece que ninguém quer deixar a gente se divertir. Mas nos divertimos mesmo assim, até mesmo passando pela Ilha de Lost. E, mesmo com tudo mudando, nós estamos exatamente iguais.

Então, pare de arrancar cabelo e seja mais paciente. Deixe de reclamar da sua mãe e sinta mais saudade dela (eu sei que é difícil quando você a vê o tempo todo, acredite), por que um dia ela vai morrer, e você vai se arrepender de não a ter amado mais. Pare de se sentir vazia, mais quando o vazio é tão grande que sufoca. Você é uma das pessoas mais talentosas que eu conheço (uma das mais bonitas também), e vai conseguir fazer o que quiser (assim que descobrir o que é).

Mas não pense que é pra ser gentil e bege. Por Deus, não. Nós somos más, viado. Sempre fomos. Sempre seremos.

Não guarde tanto ódio das pessoas. Rancor dá câncer. Em vez disso, você fode bastante com a vida delas, até se sentir bem. (Y) Desenhe mais, nem que sejam rabiscos. Escreva mais, nem que fique uma merda. E esqueça o cansaço, mesmo ele sendo tão constante.

Não fique tão preocupada com o dinheiro. Sempre nos divertimos sem nada, e mesmo com esse lugar fodendo com tudo, ainda damos umas boas risadas. Tudo bem, que não dá pra esquecer que tá todo mundo na merda, mas pensar não faz brotar notas de cem das orelhas. Em vez disso, pegue um de seus inúmeros talentos, e faça com ele algo que você goste. Se fizer bem feito, com certeza a recompensa virá. Mas é como diz minha mãe: "Quem trabalha não tem tempo de ser rico."

Muita coisa em volta mudou, viado. E eu aqui dando conselhos que nem mesmo eu consigo seguir.

Meu japaderno está abandonado. Tenho quase certeza que o seu também. Algumas coisas se tornaram mais importantes que outras. Mas eu cntinuo admirando você. Por ser tão intensa. Tão libriana. E que não importe o quão capricorniana eu seja, você ainda me faz sorrir. Inacreditável, não?

Então, girasol, pra manter tradições, feliz aniverssário, ou... whatever.

Every mine.

Every thine.

Every ours.

1 comentários:

Jade Cristina disse...

"Faça o que eu digo, non faça o que eu faço" Mas mesmo assim eu te obedeço, sem pensar. Também admiro vc demais, e vc sabe disso (se não sabe, deveria -.-).

Pra sempre metade metade.
Ever mine, ever thine, ever ours. :')

Postar um comentário