Recent Posts

sábado, 29 de novembro de 2008

Passado

Eu tenho tido umas sensações estranhas. Como sentir o cheiro, e se lembrar de uma série de coisas. Isso aconteceu esses dias. Minha mãe apareceu com um creme que tinha cheiro de bala, aquela com embalagem de morango. E eu lembrei que eu costumava ganhar disso na escola. Nessas horas eu penso, cara, como eu esqueci isso?

Uma música ou comida, até mesmo uma lugar. Não são lembranças, é mais uma sensação. É como eu me senti no hora, sem me lembrar que hora foi essa.

O cheiro de café, o sol na cozinha, janelas brancas, presentes de Natal. Vem como flashes na minha mente, que somem antes que eu possa descobrir do onde vieram. Sinto-as, e dói. São coisas importantes, que eu simplesmente esqueci.

Gosto de lembranças. Sou mais apagada ao passado do que seria recomendável. Gosto da melancolia, de recordar. Normal que me sinta como uma herege pelas coisas que esqueço. É como se ao esquece-las, elas desaparesecem. Como se os momentos sumisem. Como se não tivessem significado nada do que eu sei que signficaram.

Eu sou feita de momentos. O momento em que percebi que era capacho, e o momento que cansei de ser. O momento que notei quem era importante, e que notei que eu não era. Os momentos que as pessoas mudaram na minha vida, e os momentos que nudei nas delas. Não posso esquecer. Devo me manter grata por todos os momentos, sempre. Até por aqueles que eu rezo pra esquecer. São esses momentos, essas sensações, que me fazem quem sou. Me fazem mais eu.

Por sorte eu tenho essas sensações. De quando parece que tudo volta, como uma avalanche. Eu me lembro de todos os momentos que vivi. Das coisas maravilhosas que pasei, mesmo que eu não me lembre delas.


.

1 comentários:

Jade Cristina disse...

Eu sinto isso às vezes, dá uma vontade de voltar, pra ver como era. :~ É bom, e é ruim. Non são imagens, são sentimentos, é estranho. É lindo. Eu adoro.

Postar um comentário