Recent Posts

sábado, 23 de agosto de 2008

Inutilidades

É incrível como as pessoas realmente não tem o que
fazer. Eu, por exemplo, estou usando o computador do curso de inglês pra reclamar de coisas que ninguém vai ler. E pouco me importo se leiam ou não. Mais que é muita inutilidade é.

Nunca consegui escrever nada construtivo mesmo, e nem
me manter num mesmo assunto sem desviar do objetivo (não que eu tenha um).
Mas não é por isso que estou escrevendo. É pela
falta do que fazer. Notei que grande parte das coisas que a gente faz não serve pra nada. A gente se preocupa a toa e se stressa mais ainda. Quer parar de se aborrecer? É só perguntar "pra que?". "Pra que" me importar? "Pra que" reclamar?

"Pra que", meu Deus, entrar na briga? Vai mudar alguma coisa? Resolver teu problema? Não, ? Então, é inútil.

E isso é só pra falar dos aborrecimentos. Por exemplo, pra que serve o Orkut.com? Nada. Aí vem um que diz: "É bom pra fazer amigos." Caô. metade daquelas pessoas não se conhecem, nem se importam. A outra metade nunca vai virar amigo de verdade. É claro, existem exceções. Mas são poucas, como todas as exceções. Algumas garotas enlouquecem se ficam dois dias sem olhar o scrapbook. Desculpa te informar colega, mas ninguém vai morrer se você não olhar seus recados.

Vou te dar um conselho. Cada vez que quiser fazer alguma coisa, ou estiver com muita raiva, se pergunte se vale a pena. Encontre o equilíbrio entre o que não serve pra nada, e aquilo que te distrai. Afinal, ninguém é de ferro.

0 comentários:

Postar um comentário