Recent Posts

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Tradições

Chega uma hora na vida em que nada precisa ser dito. Tudo que era relevante já foi explicado, passou. Eu acho isso bom. Sou uma pessoa de silêncios, e quando tenho que me repetir sempre fico magoada.

Eu gosto do dia de hoje, e gosto das coisas que acontecem nele. A maior parte não é mais possível, mas algumas são indispensáveis. É indispensável um presente e um post. Essas são as que estão ao meu alcance.

Hoje é dia de ouvir Placebo, e pensar que se os tempos fossem outros eu estaria ajudando no bolo e comendo strogonoff. Ia passar a tarde rindo com filme trash e falando merda. Ia tirar foto de todo mundo de boca aberta, por que esse é meu talento secreto. De noite minha mãe ia ligar puta da vida que "tá tarde que horas você vem pra casa?" 

Amigo é aquela pessoa que você ama até quando odeia. Que te conhece quando você se desconhece, e que pode falar o que for que não magoa. Existem muitos nomes pra um amigo. Irmão, BFF, besties, friend. Eu chamo de viado, girassol, Ritsuka. Pra um amigo assim, nada precisa ser dito. Só uma coisa.

"Sucker love a box I chooseNo other box I choose to useAnother love I would abuseNo circumstances could excuseIn the shape of things to comeToo much poison, come undone'cause there's nothing else to doEvery me and every you"

Ever thine. Ever mine. Ever ours.


domingo, 29 de abril de 2012

Love Story

 I wrote this novel just for you. It sounds pretencious, but it's true. I wrote this novel just for you. That's why is vulgar, that's why is blue.


-----------------------------------
15/05/2009
It's in the water, baby...
It's in the pills that bring you down
It's in the water, baby
It's in your bag of golden brown
It's in the water, baby.
It's in you frequency!
It's in the water, baby
It's between you and me.
----------------------------------
16/05/2009
Your always ahead of the rest
When I'm always on time
You got an 'A' on your algebra tests
Well I failed and they kept me behind
I just gotta get of my chest
That i think your divine
You're always ahead of the rest
While i drag behind


I drag behind
I drag behind
I drag behind
I drag behind
----------------------------------
16/05/2009
Both.
----------------------------------
(27/12/06)


Eu nunca. E você?




*Cozinha. Ônibus, onde mais, hein, mocinha?*
----------------------------------
(12/05/07)


"Com o tempo você vai percebendo que para ser feliz com outra pessoa, você precisa em primeiro lugar, não precisar dela.
Percebe também que aquela pessoa que você ama ou acha que ama, e que não quer nada com você, definitivamente, não é a pessoa da sua vida.
Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você. O segredo é não correr atrás das borboletas... é cuidar do jardim para que elas venham até você.
No final das contas, você vai achar, não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você..!"
----------------------------------
(19/12/07)


Little bitch...You know... I'll miss you, cow.






If you don't visit me... I'll kill Belzenef. XD
---------------------------------
(07/01/08)


"B u n d i n h a" xD
---------------------------------
(31/03/08)
You see I cannot be forsaken
Because I'm not the only one
We walk amongst you feeding, raping
Must we hide from everyone?




xDDDDDDDD
-----------------------------------
(02/05/08)


É por essas pequenas demonstrações que eu te amo beesha.
-----------------------------------
(23/05/08)


I miss you


=/
----------------------------------
(24/05/08)
Hoje eu tava vendo Gilmore Girls.. depois que você saiu do msn... e tals. Aí lembrei dos nosso planos de morar juntas e tals. Agora já não tenho mais certeza se isso vai acontecer. Se bem que eu nunca tive na verdade, seria bom que acontecesse... mas nunca pansamos seriamente nisso. Seria legal se realmente desse certo. Já pensou? Música, livros, "comida" e filmes. Sempre. E tá a gente ía brigar pra caralho, mas é isso que ía tornar a gente mais juntas (imagem de gêmeas siamesas õ.õ)... Anyway, qualquer coisa, passa na fnac e compra alguma coisa... o.O sab? Imagem da casa perfeita. Pintores? Quem precisa deles? Nós mesmos poderíamos pintar a casa. E vc poderia "construí-la" (deixe de lado o bagulho de catalogar tudo) ou só remodelá-la... sei lá. Um quarto pra cada, com isolamento acústico, afinal alguém pode querer ouvir música alta.
A gente deve pensar a respeito ainda? Pq tipo, te vejo casando com o sérgio e eu prefiro morar com pessoas não casadas xD
Aceite (o depoimento, ou não) se quiser
(24/05/08)
Conversa por depoimentos, rulez.
Okay, é o fim. É claro que é o fim. Quando você tava solteira, vc gostava de sair com casais? Ouvir de casais? Conversar (quando eles param de babar um no outro) com casais? Não? Nem eu. ¬¬ Lembra? É por isso que a gente é parecida, poha!
Não vem com essa de "você sabe q não acabou" ¬¬ pq NÃO COLA, okay? Hello-oou! Morgana, querida, quando você casa vc dá satisfações. E você, mesmo "só" namorando eu não te vejo. Casada então, nem por cartas. xD
Obrigada por lembrar que a gente ainda vai sair, mas não vai ser a mesma coisa... Quem vai babar nas bixas comigo? Ou fala "que isso, nem"? Ainda mais agora que eu aprendi uma técnica nova! *depois te falo*
u_u So much for my happy ending. Talvez eu lide com isso. Mas eu não saio com casais MESMO.
E zuar não vai ter a mesma graça que comprar os bagulhos juntas u_u
¬¬ Não, Santo Antônio, não precisa xD
---------------------------------
(24/05/08)
Então fica combinado. Eu não digo que é o fim. Vc pratica a nova técnica. Vai atender sempre o seu celular. E os filmes e os livros a gente pode emprestar uma pra outra. =D
O que você deve entender é que: Eu não quero que você termine com o sérgio. Apesar de comigo ele ser chato às vezes. É que é estranho =/. Quando alguém pergunta de vc, ou então lembra como a gente era juntas... Me dá uma nostalgia e tals =/ Aí eu começo a lembrar das nossas histórias e tudo. Aí eu penso "poxa.. não vou ter mais aquilo"
E é somente por isso que eu fico mal. Tu sabe que eu tbm não saio muito, então quando quiser vir aqui pode =D
Arrasa, se joga beesha.
Te amo xDDD
Hey ¬¬ não faz essa cara! Tu sabe que foi sincero pra caralho u_u
----------------------------------
(29/07/08)
Ahn, sei lá. Às vezes, cê sab, me bate uma saudade aí eu encho seu profile de tralha e lixo virtual... :~ Vc entende, néah? O Pelé entenderia. (Trocadilho com o "êntêndê")
Mas, sei lá... Sinto tua falta, bee. Te amo racha loca. =D
Às vezes a gente se estranha, mas o bom é que sempre volta ao normal (Y)
=*
---------------------------------
(27/08/08)
*Triiiim Triiiiiiim*
Eu: Alô?
Você: Sou eu.
Eu: Fala.
Você: TU NÃO SABE!
Eu: CONTA! xD
*40 minutos depois*
Você: Então... só liguei pra falar isso mesmo...
Eu: Atah...
Você: Então, tchau.
Eu: Tchau... PERAÍ! Já te contei?
Você: Não meninaa! O que?
Eu: TU NÃO SABE!
xD Só a gente mesmo...
---------------------------------
(09/09/08)
Ah... beesha. Sei lá. Tu sabe que eu te amo xD
By: Imã de malucos. xD
Ps: Há coisas que eu só conto pra você, Potty. (;
---------------------------------
(27/09/08)
Suki da Yo, Ritsuka. ♥
Pelos velhos (mas ainda presentes em cada detalhe) tempos, Pottah.
---------------------------------
(16/10/08)
Aeeee cowboy viado! xD
Senta, eu sei que senta.
xDD
Brigada pelos parabéns, pottah.
--------------------------------
(26/10/08)
Pra sempre metade metade?
Metade metade, pottah. (h)
Pq há coisas que só a gente entende, por mais que a gente (não) tente explicar.
:D
<3
--------------------------------
26/10/2008
15:11:44 - Jαdє Cяιรτιηα "Ah, se eu fosse marinheiro..." to Igor - Acordei meio GAbeira hj... :P conversation:
(Eu falo mto isso, pq eu geralmente dou mais de 3 sentidos numa frase, quando eu quero acabar com a pessoa -faço mto isso com a *******- ), com a morgana eu explico tudo bonitinho... é raro ela discordar de mim .
15:13:18 - Jαdє Cяιรτιηα "Ah, se eu fosse marinheiro..." to Igor - Acordei meio GAbeira hj... :P conversation:
Geralmente ela só me coloca a par de um fato que eu não conhecia, ou entra em um outro assunto, anexo ao anterior (onde eu provavelmente estava prestes a dar um exemplo) aí quando ela termina de falar e a gente de conversar, eu me perdi no exemplo, e a gente fica tipo uns minutos tentando lembrar o que era, tipo: "Hm... Onde eu tava?" Ela: "Vaticano?" Eu: "Não, foi depois... qq vc falou depois" Ela: "hm... guardas? õ.õ" Eu: "isso!! xD "
15:14:13 - Jαdє Cяιรτιηα "Ah, se eu fosse marinheiro..." to Igor - Acordei meio GAbeira hj... :P conversation:
Nossa. Acabei de perceber o quanto eu gosto dela (de vez em quando me vem essas informações que o meu cérebro simplesmente deixa ali, pq eu já tomei consciência disso... mas quando bate de novo, é legal xD)
15:14:18 - Jαdє Cяιรτιηα "Ah, se eu fosse marinheiro..." to Igor - Acordei meio GAbeira hj... :P conversation:
Vou mandar isso pra ela xD
E cá estou (:
Só pra te lembrar disso, bee. ♥
-------------------------------
(03/11/08)
I agree A LOT VERY MUCH LOT VERY MANY OH YEAH MAN! \o/
xDDD
A inspiração bate na minha porta todo dia.
Chá das 5, sabe Pottah? xDDDDD
♥ u bee.
-------------------------------
(14/11/08)
Hoje de manhã lembrei de você, e tipo, cê sabe, às vezes bate uma saudade...
Acho que eu me desacostumei a ficar longe de você, não passar a manhã e a tarde toda conversando contigo e de noite ainda ligar pra te contar algo que eu provavelmente esqueci, mas te disse que esqueci num regular "Tinha que te falar uma coisa, mas esqueci" o que nos levava pra outros assuntos.
Minto, eu nem cheguei a me acostumar. :/ Meloso, eu sei, mas é verdade.
Essa foi a amizade mais limpa que eu consegui, sabe? E eu jamais achei que fosse achar uma assim. Acho que se passássemos o dia todo juntas, mesmo minha mãe não acreditando nisso, a gente não repetiria assunto nunca, muito pelo contrário.
E isso me faz lembrar que a gente sonhava em morar juntas, eu sei que esse assunto é passado, pq vc vai morar com o mohammed.


Parte dois:
E na boa, não ligo. Você sabe que o que eu mais quero é ver você feliz, isso me deixa feliz, e só imaginar a gente morando juntas, mas você morando com ele e eu tendo a certeza que você tá bem, me deixa muito feliz. (: Não que você não soubesse disso, mas é bom afirmar isso pra você.
Mais uma coisa que eu nunca fiz... Não muito freqüentemente. (Acabei de lembrar que o trema non vai mais existir, e lembrei que vc fica tão indignada quanto eu quando a gente fala disso! xD)
Mas por você, eu falo sempre. To aprendendo a lidar com isso no "cara-a-cara", tu sabe, então a maioria vem por depoimento.
Isso tudo só pra te falar: Eu sinto sua falta, bee.
Sinto falta de fazer nada, só conversar, mesmo sabendo que a gente tem o que fazer. Sinto falta de ficar cansada contigo, mas só de estar contigo já divertia meu cançaso


Parte três:
(Pausa pra lembrar de quão bom é rir até a barriga doer por bobeiras no meio da rua enquanto as pessoas te olham como se você fosse louca) Sinto falta de reclamar de manhã... Qualquer coisa. De manhã eu reclamo até das minhas reclamações.
Sinto falta de você, num todo que hoje é meio, saca?
Eu sei que isso vai soar lésbico, mas amigamentefalando: Você me completa legal, bee.
Não vou achar ninguém igual a você, nunca.
E nem quero. Não quero ter que substituir você, quero vc sempre "aqui". Mesmo que não seja um aqui, logo ao lado. Mas eu espero ter sempre como falar com você, nos horários mais necessários.
Conta comigo, viado. Eu conto sempre contigo.
E, eu sei que você sabe... Mas eu to chorando agora (igual uma idiota, diga-se de passagem).
Onde você estiver, que você esteja bem. Sempre bem. Pq vc mereçe.
Teamopracaralhoetusabedissoporra.
Beijosemeligapragentcheirprabuatchybeeshaalokaviado.
------------------------------------------------
(22/03/09)
Quando a vergonha é demais, você se esconde embaixo da bancada, e eu vou pra atrás do armário xDD
Gritando "AHMEUDEUS!" repetidas vezes, mudando os ênfases das sílabas.
Mas uma coisa non muda: é só contigo que isso pode acontecer.
---------------------------------
(09/04/09)
O que esse meliante tá fazendo de combo breaker aqui em baixo? o_o
QUE AUDÁCIA, WANESSA!
RÁ!
-------------------------------------
(02/03/09)
Agora me diz pq vc tava ouvindo PADRES NO RÁDIO!? ¬¬
taqueparel.
-----------------------------------
24/05/2009
Você: Eu non entendo uma coisa...
Eu: Oq?
Você: Cara, essas casas são feitas de bambu e papel manteiga, como o povo non invade?!
Eu: u_u Se a casa do tráfico fosse feita disse, você invadiria? XD tipo, IAÁÁÁÁÁ?
Você: euri
-----------------------------------
01/06/2009
"It was quite a wedding. And, while i standed there watching, i realized something i've forgotten a long time ago:
Sometimes in life there really are bonds that can never be broken.
Sometimes you really can find that one person who will stand by you no matter what.
Maybe you'll find it in a husband, and celebrate it with your dream's wedding.
But there's also the chance that the one person that you can count on for the rest of you existence, the one person who knows you, sometimes better than you know yourself, is the same person who's standing beside you... all along. Your friend."
-----------------------------------
06/06/2009
I alread have called close people "friend", and i found out that they weren't it at all.
Some people i have never named, and the will always be more than special to me.
Maybe that's the reason, maybe not.
What i mean is that not all relationships have names.
They happen. They are for itself.
----------------------------------
12/07/2009
I love you
I hate you
I can't get around you.
I breath you
I taste you
I can't live without you
----------------------------------
16/07/2009
Tubarifá tubarifori xDDD




Ohhhhhhhhhhhhhhh =@@@




Nutch nuuuuuuuuutch
----------------------------------
20/07/2009
Não ligo a mínima pra comemorações de dia do fulano.
Amigo é coisa de todo dia, e como hoje você precisou de mim, e eu estava lá, merece depo. Só por isso, cê sabe.


Já disse uma vez, e repito sempre.
"Ever mine, ever thine, ever ours."


No riso, no pranto,
Na alegria, na tristeza,
Na saúde e na doença.
Até que a morte (não) nos separe.
Amém.






(Mas vai beijar o sérgio, caralho!)
----------------------------------
02/09/2009
Já chamei pessoas próximas de “amigo” e descobri que não eram…
Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais para mim.




A gente sabe que alguns reacionamentos não precisam de nomenclaturas.
----------------------------------
10/09/2009
Há certos lugares, casos, momentos, risos, pessoas, fotos, choros, dias, tempos, mundos, que, sinceramente...




Sem você não é o mesmo.




Bienal, here we go.
---------------------------------
13/09/2009
Cara, aonde a gente tá?
Sei lá, tá tudo escuro! Tenso.
O nome desse lugar é ilha.
Eu percebi.
Ilha daonde, gentch!
É a ilha de Lost, man! TENSO!
---------------------------------
11/10/2009
You're always ahead of the pack
I drag behind
You possess every trait that I lack
By coincidence or by design
You're the monkey I've got on my back
That tells me to shine
You're always ahead of the pack
While I drag behind


You're always ahead of the rest
When I'm always on time
You've got As on your algebra tests
I failed and they kept me behind
I just gotta get off my chest
That I think you're divineYou're always ahead of the rest
While I drag behind


But I don't care at all.


Pra não esquecer.
---------------------------------
16/12/2009
Metade metade.


As únicas com pacto de Depi-roll. fikdik
--------------------------------
23/12/2009
Ever mine, ever thine, ever ours.




Happy birthday.
-------------------------------
12/02/2010
- É sepitiiiiiiiiiiiba! É sepitiiiiiiiiiiiba. É sepitiiiiiiiiiiiba!
- o.ô?
- õ.ô?
- É, sepitiba é sepitiba. Santa cruz é santa cruz. Tá vindo aí atrás.
- u.u carajo.
- u.u taqueoparel...


O incrível poder de observação do tiozinho me surpreendeu, viado.
------------------------------
29/03/2010
Essa foto dá saudade do tempo que teu cabelo era grande. A gente só
andava a pé. A gente só andava junta.
A vida era bela. rs
-q 1bj alok
----------------------------------
30/04/2010
- '-' :) .-. (: You know... I've always loved that hat.
---------------------------------
17/06/2010
Sinto falta da única amiga que sempre sabe o que eu tô pensando xD
---------------------------------
20/06/2010
"Capricornianas são ativas demais, pra estar com elas é assim ou mais.


Mas a correria valhe a pena, você passa a conhecer, a conviver, a
esperar sempre MAIS. Capricornianas são sempre mais.




E eu me lembro de uma vez que uma capricorniana em particular reclamou
por que ninguém escrevia nada sobre ela...


E eu digo pra ela agora: É por que eles estão correndo contigo.


Pra não te perder de vista. Uma vez perto de uma capricorniana, sempre
perto.




E eu me sinto ótima de saber que corro com você, pra onde quer que você
vá."


Várias outras capricornianas adoraram o meu texto. xD
---------------------------------
21/07/2010
Mesmo quando eu mando pra você, tudo que me lembra você (muitas coisas) e todos os nossos lados, significados, músicas, frases, fics... and the list goes on and on...


Bee,thoven, eu sei que a gente sempre vai ser more than words.


Blue american, every me and every you, running up that hill, Jackie, Five years, pure morning, song to say goodbye, becaus i want you... e todas as outras. Placebo sabe como nos sentíamos.


Te amo pottah, e ainda prefiro os imorais!
--------------------------------
23/08/2010
"Aprende que não temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos
mudam, percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa,
ou nada, e terem bons momentos juntos."
--------------------------------
24/12/2010
Sleep in our eyes, her and me at the breakfast table:
Barely awake, I let precious time go by...
Then, when she's gone, there's that odd melancholy feeling...
And a sense of guilt I can't deny :T
What happened to the wonderful adventures?!
The places I had planned for us to go?!
Well, some of that we did... but, most we didn't.
And why I just don't know..


Slipping through my fingers all the time.
I try to capture every minute the feeling in it...
Slipping through my fingers all the time.
Do I really see what's in her mind?
Each time I think I'm close to knowing... She keeps on growing.
Slipping through my fingers all the time.


Sometimes I wish that I could freeze the picture
And save it from the funny tricks of time
Slipping through my fingers..."
------------------------------
24/12/2010
"Schoolbag in hand, she leaves home in the early morning
Waving goodbye with an absent-minded smile
I watch her go with a surge of that well-known sadness...
And i have to sit down for a while.
The feeling that i'm losing her forever! And without really entering her world...
I'm glad whenever i can share her laughter... :} that funny little girl...


Slipping through my fingers all the time...
I try to capture every minute the feeling in it...
Slipping through my fingers all the time.
Do I really see what's in her mind?
Each time I think I'm close to knowing... She keeps on growing ;)
Slipping through my fingers all the time.

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Capricórnio



Eu gosto de saber.
Não gosto de indecisão, nem de dúvida. Deus, como eu detesto pessoas indecisas, daquelas que passam horas na vibe de "should i stay or should i go". Eu tenho dúvida também, mas eu penso numa escolha só o suficiente, e depois que eu tomo uma decisão, seja o que Deus quiser.

Eu não gosto de enganos. Daqueles misunderstanding, sabe? Odeio ler nas entrelinhas, ou não saber se a indireta foi pra mim. Fala direito porra, que eu te responde igual.

Eu gosto de falar verdade pras pessoas, mas só quando elas escutam. Tem um monte de coisa que ainda tá entalada na garganta, por que eu sei que o que eu tenho pra dizer, você não vai querer escutar.

Eu não ofereço minha mão pra qualquer um. Já tentei ajudar muita gente, mas se você quer fazer merda, então se fode aí.

Eu corto de vez qualquer coisa ou pessoa que me faça mal. Aprendi que no final, mesmo não querendo, as pessoas que você ama vão acabar te deixando, e o único com que se pode contar é você.

E justo agora, quase fazendo dezenove anos, que eu fui descobrir esse monte de coisa, e outras também.

Descobri que ou eu não sou tão forte quanto eu pensava ou eu não sou tão forte quanto antes.

Descobri um medo latente, que aparece todos os dias antes de levantar da cama, mas que eu escondo e ignoro.

Descobri que ainda existem livros que me dão medo, e que tem coisas eu não consigo encarar.

Descobri que tenho mais defeitos do que gostaria, mas também acabei com algumas falhas minhas.

Descobri que ainda me machuco com bobeira, e tenho ciúme igual criança.

Descobri que não me conheço.

Esse ano, como todos os outros, deixei muita coisa escrota pra trás, e deixei muita coisa boa também. Revi várias prioridades, e me livrei de algumas amarras. Criei novos objetivos, e me fortaleci um pouquinho. Perdi o pouco de paciência que tinha com aquela gente estagnada, de quem eu antes tinha pena. Mentira, nunca tive pena. A diferença é que eu agora aceito isso.

Agora eu aceito quem eu sou. Aceito essa pessoa horrorosa que mora em mim, aceito de verdade. Nem que seja a força.

E esse aniversário, de verdade, eu vou aproveitar. Por que eu sei que só vai estar comigo lá, quem esteve antes, e só eles valem a pena. Vou voltar aqui muitas vezes antes que tudo isso aí encima seja verdade, mas é bom fazer progresso.

sábado, 15 de outubro de 2011

E agora?



As vezes eu tenho a sensação de que parei no tempo. De eu to de pé, trabalhando no piloto automático, pra esperar a vida começar. Esperando a faculdade terminar, esperando o emprego acontecer, esperando a casa, a família. E isso é um pouco assustador, por que eu já sou considerada adulta, e deveria saber o que fazer. Eu quero o colo da minha mãe, e voltar pra aquele tempo em que ela é que cuidava de mim.

Todo o trabalho, todo o esforço, tudo isso tem objetivo, mas as vezes parece tão melhor não fazer. Quer dizer a gente trabalha pra poder descansar, então bem que podia pular essa primeira parte.

Não me leve a mal, eu gosto de trabalhar. Gosto de todas as minhas profissões. O que eu não gosto é obrigação.

Dá uma vontade enorme de virar hippie e viver vendendo erva.

Mas tudo isso é tolice, por que o mundo não funcionada assim, e se eu falar pra minha mãe que vou largar a faculdade e morrar no mato, ela me come de porrada. Eu quero uma vida simples, só isso. E queria viver, embora pareça que eu esteja perdendo minha intensidade aos poucos. Quero viver, e ser grande, mas tudo que eu faço é diminuir.

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Birthday




Meus aniversário são ruins. Não sei por que. Parece que depois que eu passei da fase de festas com temas, aniversários são sem sentido. Sem falar que, podendo me decepcionar o ano todo, só escolhem esse dia.

Minha mãe me ensinou que esse dia é sobre mim. Não sobre meus erros, não sobre meus amigos, e nem sobre festas. Sou só eu, feliz por ter conseguido de novo. Feliz por mais um ano, e isso é motivo bastante pra comemorar.

Hoje eu faço 18 anos. Entro legalmente na vida adulta, e vou aproveitar minha ultima noite de insanidade. Vou me divertir muito com os amigos que estiverem comigo, e nada vai me deixar pra baixo. Eu sou uma amiga muito boa, e não ligo pro que pensam de mim. Hoje o dia é meu.

Happy Birthday to me, nem que eu tenha que cantar sozinha.

Eu fiz o melhor que eu pude, e me orgulho de mim mesma. Boa filha, boa amiga, e boa namorada. Eu sou uma pessoa muito boa, apesar do que os outros acham. E hoje é meu aniversário. Hoje o dia é meu, meu, meu. Se quiserem me fazer feliz, ótimo. Mas se não quiserem, eu me faço feliz sozinha.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Medo.




Medo, medo, medo. De ser comum, ou não-importante. Medo de fracassar. Medo de não ter nada só meu, nada pra se admirar. Medo de virar uma dona de casa fracassada. Menos que a mulher que um homem precisa ao lado. Menos que eu.

Medo de ser esquecida, de ser apagada. Medo de ser aquela pessoa que os outros não chamam pra sair, não se lembram o número. Medo de não me fazer lembrar.

Medo de rotina, de estagnação. Medo de fracasso, fracasso, fracasso. Medo de solidão.

Eu costumava ser um pessoa apreciada, até mesmo quando rude. Eu me fazia presente, eu era mais de mim. Eu era um furacão, eu era a festa.

Eu era indomável, imprevisível. Eu era uma puta mulher. Eu não tinha vergonha de ser eu, nem de me expor. Eu não tinha medo que me olhassem, e sempre engoli minha timidez. Eu era corajosa, independente. E me virara muito bem sozinha. Eu não tinha medo. De nada, nem de ninguém. Eu estava certa do sucesso, por que ele só depende de mim. Eu era uma rainha. Orgulhosa por natureza, tão forte que chegava a da medo.

E hoje eu me diminuo. Faço, todos os dias, menos de mim. Medo, medo de nunca chegar a ser a mulher que eu quero ser. De me sentir sempre impropria demais, nova de mais, pequena de mais. Menos do que eu sou.

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Inadequada




Eu sinto falta. Da minha vida. De quem eu era, quando tudo era fácil. Sinto falta de pessoas que não me julgavam, não me criticavam. Pessoas que gostam de mim do jeito que eu sou, e não acham nada de errado nisso.

Eu sou o tipo de pessoa que não se importa com a opinião dos outros. Nunca me abalou. Sempre fui visivelmente criticada, mas meus amigos gostavam de mim, e só isso importa. Mas agora meus amigos estão distantes, e confesso que não fiz muita força pra nos reaproximar. E eu sinto falta. Passei tanto tempo ouvindo pessoas dizerem que eu sou inapropriada que acabei acreditando nisso. Me olho no espelho, e vejo todas as coisas das quais desisti.

Mas o que abriu meus olhos foi o cabelo. Sempre tive um problema muito grande com isso. Pode parecer bobagem, mas me atormentou por muito tempo. Eu sempre tive mito cabelo, enrolado, cheio. Passei muito tempo tentando mudá-lo, até aprender a me aceitar. E quando aprendi, gostei do que eu era. Eu era finalmente alguém, eu mesma. E não tinha vergonha disso.

Esse veneno que se entranhou em mim, isso eu preciso curar. Nada mais vai mudar meu jeito de pensar, de vestir ou de ser. Eu vou ser eu de novo, nem que pra isso tenha que passar por cima de tudo. Eu vou voltar a ser a pessoa que eu sempre quis ser. A pessoa que foi criada pra ser.

Então, não. Eu não tenho vergonha de mim. E essa falta, esse pedaço que levaram de mim, pode até não voltar, mas não vai ficar vazio. Eu vou começar agora, como deve ser. Não há nada inapropriado em mim, nada errado. E se alguém tenta me convencer do contrário, não é um amigo de verdade.